Como mudar?

Pode ser que em algum momento da sua vida você se perceba descontente ou até incomodada em como as coisas estão encaminhando. Pode parecer que nada sai do lugar e que você fica em um ciclo sem fim. As vezes você até consegue sair do ciclo e se desenvolver um pouco, mas acontecem outras situações e você se vê novamente no mesmo dilema.

Falar sobre mudança nem sempre é simples, principalmente porque envolve muita coisa. Você pode até desejar uma mudança na sua vida, tipo de um comportamento, de um jeito seu, mas colocar isso em prática as vezes é muito complicado. Tanto que até escutamos pessoas dizendo que pararam de tentar ou depois de algum tempo, voltam para como eram antes.

Não estou falando aqui daquilo de manter um hábito novo por pelo menos 3 meses para que se instale de fato, mas de verdadeiras mudanças.

E isso nos leva a duas perguntas:

1- Por que é tao difícil mudar?

Para responder a primeira pergunta eu preciso contextualizar algo para você. Enquanto seres humanos e pelo desenvolvimento da nossa espécie, nosso corpo e memória gera informações importantes para a nossa sobrevivência. Isso quer dizer que algo que aprendemos e nos mantém vivos é um comportamento instaurado. E quando isso esta instaurado você simplesmente decide racionalmente mudar, o seu corpo e suas memórias não acompanham, porque não foi assim que você aprendeu. “Não é dessa forma para acontecer”. Então você é gentilmente convidado a voltar a agir como sempre agiu. E isso é o que torna difícil mudar. Você já aprendeu assim e isso está registrado. Então não é só você querer que você consegue mudar.

Inclusive afirmar isso é muito cruel porque você se culpa quando não consegue mudar. Sendo que existe todo um sistema, que pela experiência quer te manter vivo, e não vê sentido na mudança.

Desejar não é suficiente para mudar.

2- Como mudar?

Se existe todo esse bloqueio e só desejar não é suficiente, o que de fato torna possível uma mudança, seja ela qual for, é a NECESSIDADE. Portanto enquanto não houver uma necessidade realmente profunda e forte para a sua mudança, você vai continuar do mesmo jeito.

E você pode até me perguntar: “Nossa Amanda, mas o que eu estou vivendo é muito ruim. Eu quero muito muito mudar e não quero que isso continue.” Então eu te pergunte: é realmente uma vontade a ponto de você sair do lugar que você está, talvez passar por um desconforto de decepcionar alguém, dizer não, de esforçar mais do seu corpo, ter menos tempo para outra coisa, etc? Mais do que o medo de sair de onde você está e ir em direção a onde você quer ir? Porque enquanto essa necessidade não for maior que todas essas coisas, você não vai conseguir mudar. Não adianta a história que você conta pra você mesmo. E eu não digo isso para que você se sinta culpada, ou para desestimular você a não mudar. Digo como forma de trazer luz para possíveis bloqueios que estão te impedindo de mudar e de fato conseguir mudar o que você quiser na sua vida.

Então se pergunte:

  • Qual a minha necessidade de mudar?
  • O que me impede de mudar?
  • Do que eu tenho medo se eu mudar?
  • Quais as vantagens se eu mudar?
  • Por que eu quero essa mudança?
  • Como me sinto sem essa mudança?

Seja sincera consigo nessas perguntas e espero que eu possa te acompanhar no processo de encontrar essas respostas através da terapia. Juntas podemos acessar esses lugares e entender com maior profundidade o que acontece dentro de você.

Se sentir esse chamado e quer de fato mudar sua vida, não espere mais.

Vamos juntas? Agende seu horário agora mesmo clicando aqui.

Com carinho,

Por Amanda Abade

Psicóloga, Terapeuta Junguiana e Arteterapeuta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress